7 guerras que estão acontecendo na atualidade e você nem imagina!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

7 guerras que estão acontecendo na atualidade e você nem imagina!

Mensagem por Admin em Ter Abr 04, 2017 11:15 pm

Um levantamento realizado pelo Institute for Economics and Peace’s (IEP’s) realizado em 162 países revelou dados alarmantes. Das centenas de países analisados, apenas em 11 não há registro de nenhum tipo de conflito.
O resultado divulgado no documento Global Peace Index 2014, cria a impressão de que o planeta inteiro está em guerra. Será mesmo? Costumamos ver nos noticiários informaçõe sobre guerras famosas, como por exemplo a do Iraque, mas outros conflitos sangrentos são pouco comentados. Conheça alguns deles:
1. Guerra Civil na República Democrática do Congo

O Congo é um país africano palco de intensos conflitos étnicos, além de disputas por recursos naturais. A guerra civil do país teve origem em um genocídio em Ruanda, que aconteceu em 1994. A ONU estima que mais de 800 mil pessoas foram mortas apenas nesse confronto.
Os responsáveis pelas mortes cruzaram a fronteira da Ruanda e se instalaram na República Democrática do Congo. Depois disso, em 1997 o presidente do país Mobutu Sese Seko foi forçado a se exilar, e o líder rebelde Laurent D. Kabila tomou o poder.
A partir disso foi instaurado o conflito no Congo, que ficou conhecido como a “Guerra Mundial da África”. No fim das contas, o conflito no país virou também uma guerra pelos  recursos minerais encontrados no Congo: diamantes, cobre, cobalto, ouro e nióbio.
2.Guerra civil da Síria

O conflito armado no país já dura mais de 3 anos e até agora deixou mais de 130 mil mortos, além de milhares de refugiados. Tudo começou com protestos contra o presidente Bashar al-Assad, da minoria étnico-religiosa alauíta. Rebeldes armados tentam derrubá-lo do poder.
No início do conflito, a rebelião se restringia a cidade de Daraa e tinha um caráter pacífico. A maioria sunita, que se sente prejudicada pelo governo, além da população em geral, reivindicavam mais democracia e liberdades individuais.
Os manifestantes se inspiraram nas revoluções da chamada “Primavera Árabe” iniciadas no Egito e na Tunísia.
3. Conflitos no Egito

Os conflitos no Egito foram iniciados em 2013, quando o presidente Mohammed Morsi foi deposto um ano após ser eleito por um golpe de estado encabeçado por militares. Na época, forças de segurança egípcia removeram dois acampamentos montados por apoiadores de Morsi.
Muitas pessoas foram às ruas pedindo a volta do presidente, mas outras pessoas concordavam com o afastamento dele. Dessa maneira, o país ficou dividido e os conflitos entre rebeldes e forças de segurança começou.
4. Conflitos entre Ucrânica e Russia

Em 2013 parte da população da Ucrânia saiu às ruas como uma tentativa de pressionar o presidente Viktor Yanukovich para que ele fechasse um acordo comercial com a União Europeia e não com a Rússia.
No entanto, Yanukovich é de etnia russa, e, como grande parte da população do leste da Ucrânia, acabou fechando acordo com Moscou, que prometeu um empréstimo bilionário e descontos no preço do gás exportado para o país.
No entanto, a população do lado ocidental do país, que defendia a União Europeia, reagiu com violência. O governo reprimiu fortemente as manifestações, o que apenas aumentou a tensão no país.
Yanukovich tentou estabelecer um acordo de paz, mas fracassou e acabou deixando a presidência. Depois disso, um governo interino pró-União Europeia assumiu o poder, mas o governo russo considerou o evento como um golpe de estado e enviou tropas para controlar a região da Crimeia.
5. Conflitos causados pelo Boko Haram na Nigéria

O ano de 2014 foi marcado pelos ataques do grupo islâmico radical Boko Haram. O objetivo do grupo é estabelecer a Sharia, lei islâmica, na Nigéria. Essa versão do Islã proíbe que os muçulmanos se envolvam ou pratiquem qualquer atividade relacionada com a sociedade ocidental, como votar em eleições, vestir camisas e calças, por exemplo.
O grupo já sequestrou centenas de meninas em escolas, pois também são contra que as garotas tenham acesso à educação. Além disso tem realizado frequentes atentados e assassinatos. Os militantes do Boko Haram lutam para derrubar o governo e criar um Estado islâmico.
6. Guerra Civil Líbia

Em 2011 ocorreu uma Guerra Civil na Líbia depois que a população revoltosa exigiu a saída do ditador Muammar Gaddafi, que foi deposto no mesmo ano. No entanto, após o fim da guerra ocorreu no país outro conflito armado entre milícias e as forças de segurança.
Essas milícias são formadas por guerrilheiros pró-Gaddafi, islamitas e milícias que lutaram contra Gaddafi, mas que se recusaram a entregar suas armas depois que a guerra civil acabou em outubro de 2011.
7. Conflitos no Iêmen

O Iêmen tem sido palco de um conflito entre militantes e forças leais ao presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi. Uma aliança internacional liderada pela Arábia Saudita tem realizado ataques aéreos na região e o chefe de Estado tem pedido ajuda militar.
De acordo com dados divulgados pela Unicef,  74 crianças morreram no país durante o conflito e outras 44 ficaram feridas.

Admin
Admin

Mensagens : 29
Data de inscrição : 03/04/2017

Ver perfil do usuário http://gmmasks.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum